sábado, 7 de novembro de 2015

ESSE É DO GUARÁ

O moleque magrelo que dançava break pelas ruas de terra do Guará não imaginava que se tornaria, anos depois, um dos principais representantes da cultura negra do país. Na escola, Genival Oliveira Gonçalves tinha vergonha do nome e escondia o rosto quando a professora lia a chamada na sala de aula. Cresceu e virou GOG, artista respeitado nacionalmente e apontado como referência por figuras consagradas como o poeta Sérgio Vaz, Lenine e Maria Rita.

Três décadas depois, ele esparra o nome completo — sem recato e com orgulho — na capa do 10º disco da carreira. Aproveita e convida parceiros dessa caminhada para reforçar o trabalho. Ellen Oléria, Dhi Ribeiro e Zeca Baleiro emprestam a voz, Hamilton de Holanda dedilha o bandolim e ainda sobra espaço para nomes jovens da cena, como DJ A, Richelmy Oliveira, Victor Victrola e Wellyngton Abreu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário