segunda-feira, 30 de novembro de 2015

NATAL...QUANTA FALSIDADE




Fui dar uma volta lá no “Mil e Uma Moscas”, pense num lugar lotado...lotado de moscas que faziam a festa quando chegava um freguês,nesse caso era eu.
Pedi uma cerveja que estava meio morna,mas a sede era tanta e como eu queria era molhar a goela,a coisa desceu rasgando,aguentei o tranco não reclamei para não criar um clima e parecer mal educado,afinal eu era novato na área.
Pedi um tira gosto, enquanto espantavas as moscas que teimavam em pousar no meu prato. Fiquei pensando no Natal e o clima que envolve as pessoas nessa época do ano. Particularmente eu não sou muito fã dos festejos natalinos ,pra mim aquele clima de cretinice no ar,tira qualquer cristão do sério. Muita gente escondida no manto da “bondade” achando que as sacanagens do ano todo vão ser esquecidas e perdoadas,sendo zeradas para que as novas cretinices comecem novamente,como se não vivessem nesse mundo,haja falsidade.
Todo mundo atrás de presentes,os políticos lá na encolha só caprichando nos novos valores dos impostos que vamos ter que pagar.
Como isso pode ser bom ? Nem masoquista aceita!

domingo, 29 de novembro de 2015

SODOMA E GOMORRA




Parece que não adianta reclamar muito,cada dia que passa vemos surgir uma coisa desagradável aqui no Guará,falar de irregularidades em quiosques virou banalidade.
Devagarzinho como quem não quer nada alguns espertos estão construindo e ampliando os quiosques,outros já deixando espera para a construção do segundo andar para talvez morar no trabalho futuramente , com isso economizando com passagens e aluguel,isso não é uma farra é um bacanal pra ninguém reclamar de Sodoma e Gomorra sempre aproveitando a inércia dos órgãos fiscalizadores.
O Guará com isso parece se transformar em terra de ninguém,onde cada um faz as próprias leis e ninguém se entende,com isso a qualidade de vida tão sonhada e defendida por muitos está indo para o espaço,talvez por culpa nossa que não reagimos diante dos descalabros que campeiam por aqui.
Para constatar isso basta passar próximo ao Ed.Consei ou dar uma circulada pela orla do Guará II, mas precisamente no setor de oficinas de frente pra QE-26.
Com a palavra a Administração !

sábado, 28 de novembro de 2015

CIDADE DORMITÓRIO...NUNCA MAIS !

Sentado lá no Porcão absorto em pensamentos,estava a lembrar as mudanças que por aqui aconteceram,enquanto eu envelhecia o contrário acontecia com o Guará,de uma vila que muitos maldosamente chamavam de “Cidade Dormitório”.
Hoje transformada nessa moderna cidade com seus prédios, casas,parques, problemas,descaso...mas nem por isso menos amada por seus habitantes,novos ou velhos,o amor por esse pedaço de chão é uma coisa que me surpreende,o que não devia acontecer pois nada mais natural amar essa cidade,que apesar dos pesares é a nossa cidade.
Cidade que ainda sofre com a falta de educação de muitos,que teimam em jogar lixo na rua e com as chuvas entopem bueiros causando alagamentos,quando passeiam com seus “totós” não carregam a pazinha e o saquinho para recolherem os “mimos” que seus queridinhos deixam de presente para que alguns desavisados pisem e xinguem sem parar as mães ou pais dos mesmos.
Esse pedaço do paraíso fincado no meio do Planalto Central não pode ser alvo de predadores ou aprendizes de feiticeiro que usam a cidade, se aproveitam da nossa passividade nos dando em troca apenas dissabores.

Nós moradores devemos lutar para que nossa cidade não vire apenas um lugar para dormir,mas um lugar para amar,viver... Essa é a realidade que queremos e merecemos!


quinta-feira, 26 de novembro de 2015

NÃO SE ENGANEM

O Delcídio foi preso porque deixou a condição de homem público para se tornar um reles malfeitor,trocando em miúdos um bandido como tantos que campeiam por esse país.
Por favor não queiram me fazer de trouxa,vindo dizer que é inconstitucional,que é perseguição e outras baboseiras que sempre ouvimos de alguns mentecaptos quando surge algo desse porte. Um senador da República praticando atos que em respeito ao seu eleitores devia ser abominado,mas não, mostrando o quanto está se importando com eles,da-lhes uma banana demonstrando com isso não ser digno de ocupar o cargo.
O lugar desse bandido é na cadeia,quem se doer por ele que o acompanhe na prisão e não venha com essas desculpas esfarrapadas.




terça-feira, 24 de novembro de 2015

A CRISE

Todos ficam perguntando como é o Caixa Preta na verdade,muitos podem até pensar coisas ruins do cabra,mas ele tem um bom coração.
Quando Al Capone morreu passou um mês usando gravata preta em homenagem ao seu grande ídolo.
Ele me chamava a atenção sobre essa alta do dólar,tem muita gente chateada é com a elevação do preço do uísque,que hoje passou a ser a grande preocupação das classes mais abastadas que não param de perguntar:”Onde irá parar o preço do nosso uísque de cada dia?”
De acordo com o velho Caixa,o rico é um mau cabrito e berra logo, mesmo a alta do dólar não afetando em quase nada o seu recheado bolso.
Já o pobre consumidor da boa cachaça,que de cara já é desmoralizada pelo próprio consumidor, ao pedi-la no boteco recomenda em tom de gozação:”Daquela que matou o guarda ou Água que passarinho não bebe”.
Só tem uma coisa que pobre toma mais que rico:Leite,que apesar de tudo é um alimento bom e barato,levando-se em conta a grande quantidade do precioso líquido(água) que a ele é adicionado nas leiterias.
Mas ninguém precisa se preocupar ainda,o preço do leite não será afetado pela alta do dólar!

Vamos rezar pra que não aconteça!

domingo, 22 de novembro de 2015

O PAPA E O NATAL


Chicão mais uma vez acertou.O Natal é uma das festas mais cretinas que se pode imaginar. Essa doçura que envolve o Natal faz diabético entrar em coma,o pessoal com cara de anjo passando as férias na terra dá até azia na barriga da perna.Apenas uma festa comercial,onde o pessoal que passa o ano se degladiando, se abraçam e se beijam numa falsidade de fazer inveja a artistas que ganharam o Oscar. Chicão acertou na mosca!

SONHOS DELIRANTES


Ontem à tarde resolvi assistir futebol na tv,cervejinha gelada,o sofá só pra mim...afinal de contas eu teria o Botafogo jogando só pra mim.
A bola começou a rolar que show de bola,passes precisos,dribles desconcertantes,defesas miraculosas...vi logo que o Real Madri não levaria a melhor pois o Botafogo estava infernal,muitos jogadores novos...achei o goleiro meio claro,pensei, o Jefferson deve ter desbotado com a forte chuva que caia em Brasília,e a bola rolava. Terminou o jogo vi o Messi,foi aí que me dei conta que aquele time era o Barcelona...fiquei meio sem graça,mas que parecia o Botafogo não tenham dúvidas.
P.S: Dedico esse delírio a todos os botafoguenses que como eu sofreram um bocado,mas o que importa é que o FOGÃO É CAMPEÃO!!! E isso ninguém tira.

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

ASBIRA




Lá na praça da QE-30 a “ASBIRA”- Associação de Biriteiros e Afins , está em assembleia permanente pois o governo está querendo aumentar o imposto sobre a caninha nossa de cada dia , inclusive tirando o subsidio do mel cruel,a revolta é grande.
Segundo o velho Caixa isso é uma coisa inaceitável para os consumidores,teve alguns que chegaram a tentar suicídio,bebendo água mineral.
Outros no auge do desespero ameaçaram que iam trabalhar,enfim iam chocar o mundo...mais do que Mariana e a carnificina parisiense,segundo os líderes do movimento.
O Caixa Preta aproveitou para rapidamente contar uma daquelas histórias que ele guarda na memória,de vez em quando ele solta uma e essa foi de lascar.
Diz ele que um belo dia um cabra bateu na sua porta,o Caixa atendeu com aquela cara de contrariedade pois pensava que era um daqueles consultores financeiros,o popular cobrador,mas ficou mais calmo quando o cidadão começou a perguntar:
-O senhor tem filhos adolescentes ,crianças pequenas ?
-Não tenho, não senhor...
-Tem cachorro,gato,papagaio ou qualquer bicho de estimação?
-Não senhor...
-Tem som potente,rádio,toca algum instrumento de percussão ?
O Caixa já estava ficando meio cabreiro com tanta pergunta e resolveu também fazer perguntas ao misterioso entrevistador:-Não... mas gostaria de saber o porque de tantas perguntas? O senhor é fiscal de algum órgão ? Trabalha no Censo de ridículo?
Abrindo um largo sorriso o entrevistador deu uma resposta inusitada:
-Não...Não,é que estou querendo comprar a casa vizinha e quero saber se vale a pena.
O Caixa ficou uma arara!

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

AS ARMADILHAS DO PODER

Lá no “Porcão” o calor fazia a gente suar em bicas,o Galak mal humorado ameaçou bater no cachorro,o bicho soltou um gemido esquisito,olhou pra mim e mostrou os dentes,lembrei de uma música do Roberto Carlos que diz:”Meu cachorro me sorriu latindo...
Nada de sorriso,o animal queria era me morder,fiquei preocupado mas tentei não ficar pensando nisso,o Caixa Preta estava atrasado,talvez tenha parado lá na praça para jogar uma partida de dominó com os integrantes da DDP-Dias e Dias Parados,uma organização inimiga do trabalho mas amante da branca pura,que muitos deles chamam de mel cruel.
Olhei para o chão,aquela poeira molhada parecia que a lama do Rio Doce tinha invadido o ambiente,além do cheiro insuportável de óleo que vinha da cozinha,que o pessoal já apelidou de Hell's Kitchen , essa turma não deixa nada passar batido.
De repente surgindo do nada me aparece aquela figura já por demais conhecida,era o Caixa Preta que vinha em minha direção com um largo sorriso no rosto,até estranhei mas resolvi esperar para ouvir o que vinha por trás daquele sorriso.
Ele me contou que andou lá pela Administração, o clima era de tranquilidade,apenas alguns urubus de plantão mandado por seus patrões para informar a movimentação por lá.
Se o novo Administrador não procurar saber quem é quem nessa cidade,ficar ouvindo as abobrinhas dos “Mãos Macias” que se auto intitulam “lideranças”,como se liderança fosse comprada na padaria da esquina ou mesmo na feira, talvez não tenha o exito que o Guará espera que ele tenha na missão que recebeu.

Seja bem vindo sr. Administrador.


quarta-feira, 18 de novembro de 2015

DIRRAN

Agora que o pessoal está pensando em ressuscitar o time de futebol do Guará,o que acho uma boa ideia...vai movimentar as tardes nos finais de semana.
Encontrei com o velho Caixa,conversamos sobre isso,então perguntei se ele não tinha algum "causo"


sobre o futebol da cidade,me contou uma história curiosa que não tenho certeza da veracidade,mas achei interessante.
O Caixa Preta jura que aconteceu de verdade:”Há muito tempo atrás surgiu na cidade nos campos de pelada um jogador que acabou virando o xodó da torcida.
Tinha o curioso nome de “Dirran”,jogador brasileiro com nome estrangeiro,o cabra era meio agalegado(o famoso sarará),entroncadinho,tinha as pernas curtas,mas enchia os olhos dos torcedores com dribles desconcertantes,lançamentos perfeitos,goleador...o Caixa fala que o Messi é a reencarnação de Dirran,claro sem a habilidade do mesmo.
Num sábado desses teve um jogo importante,uma rádio famosa veio com os principais narradores e comentaristas para transmitir a partida.
O narrador fazia “biquinho” para pronunciar no francês correto o nome do grande craque revelação:”Dirran”.
Estádio lotado,o narrador enlouquecido não cansava de gritar:Dirran é um “cracaço”,Dirran a grande revelação do futebol guaraense,tá na seleção...e era Dirran pra cá,Dirran pra lá.
No final a entrevista com o destaque da partida que não podia deixar de ser o endiabrado Dirran.
O repórter da rádio foi logo perguntando:Dirran,você tem parentes na França ? Seus pais são franceses?Dirran assustado respondeu:Não sinhô! A negada me botou o apelido de Cú de Rã,mas como fica muito esculhambado...então eles abrevia.


segunda-feira, 16 de novembro de 2015

DOÇURA




Tem dias que a gente fica num baixo astral pra ninguém botar defeito,qualquer coisa dá uma tristeza danada.
Outro dia quase tentei o suicídio ao ouvir a Simone cantando ou gemendo “Então é Natal” uma versão brega de uma canção de John Lennon: “Happy Xmas”(War is Over) que a essa altura deve estar se revirando no túmulo, ouvindo a aberração, mas tive que admitir que o ano está no final e nada temos para comemorar , tudo está devagar quase parando.
O Caixa Preta insiste que não,diz ele que tem muita coisa rolando no meio político com a boataria comendo solta , principalmente aquela “tchurma” das “Mãos Macias” ,que não perde a mania de tentar de todas as maneiras pegar uma sombra na mangueira da viúva , sempre rastejando atrás de cargos.
Essa pessoal é tão doce que deixa diabético em coma , faz vergonha ver essa “tchurma” de joelhos querendo encontrar um abrigo seguro para a incompetência.

sábado, 14 de novembro de 2015

TRABALHO INFANTIL




O Caixa Preta me contou essa jurando ser a mais pura verdade,fingi que acreditei para não perder o amigo,mas devo confessar que dei uma boas risadas.
Diz o velho Caixa que lá para o lado da chácara do seu sogro mora um pessoal que cria umas ovelhas até bonitas e outro dia a filha mais nova do Chicão o dono do rebanho ía passando pela porta da igreja lá da localidade,na porta estava o pároco um velho padre que parecia até com o Papa,o pessoal gostava dele,parecia ser um bom pastor.
Naquela manhã tranquila,tudo parecia aquela maravilha quando o pároco viu a garota com os pés descalços,franzina,com aquela carinha de subnutrida,parecendo um anjo desgarrado, tangendo umas 5 ou 6 cabras.
Com muito esforço a garota conseguia reunir e fazer as cabras andarem juntas,com uma varinha na mão ia tocando o pequeno rebanho.
Padre Bento observava o esforço da garota,ficou imaginando que aquele seria um caso tipico de exploração de trabalho infantil,preocupado foi falar com a garota.
-E aí “Toinha” para onde levas este rebanho?
-Vou levá-las lá no sitio do Tio Inácio para cruzarem com o bode dele.
-Por que o teu pai ou teus irmãos não fazem isso?
A garota respondeu sem maldade:Já fizeram...mas elas não emprenharam,tem que ser com o bode mesmo!!!
Não pude me conter,estou rindo até agora.

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

NA CARA DE PAU

Realmente quando a gente pensa que já viu tudo em matéria de pouca vergonha aqui no Guará,somos surpreendidos com mais uma irregularidade.
Segundo o Caixa Preta o programa “Meu Quiosque,Minha Vida” está sendo reimplantado por essas bandas,basta ver a cara de pau de um sem noção ali entre o “Centrão” e a QE-19,o cabra aproveitando a onda já colocou um caminhão de brita,bem embaixo de um poste de energia que lhe fornece luz paga pelo contribuinte.
A coisa está ficando uma “gracinha”,o território já esta marcado dentro do que manda o manual do:”Ocupou,é Seu” agora é esperar o tempo passar e tentar legalizar um terreno dentro de uma área nobre da cidade.
O velho Caixa alerta que tem que ser acrescido a isso a proliferação do lava jato caseiro,consiste no seguinte,cientes da impunidade uma praga que ataca o Guará,os muitos lava jatos montados nas diversas casas de esquina,principalmente aqui no Guará II cito aqui aquela casa da QE-32 Conj. G que tem até promoção de inauguração.

Parece até brincadeira tanta cara de pau,desses sem noção,chega dessa pouca vergonha os moradores do Guará já estão de saco cheio com tanto descaso,é preciso dar um basta nessa farra.



quinta-feira, 12 de novembro de 2015

HEREGES


Segundo o Caixa Preta tudo que tem banheiro no meio aqui no Guará cheira mal,ou seja fede mesmo.
Roxo de raiva o velho Caixa soltava os cachorros e falava daquele banheiro na QI-11 no Guará I quase em frente ao Cartório,mas parece que tudo vai ficar como antes e nunca vai ser inaugurado.
O tal banheiro foi construído por uma empresa particular a título de compensação ficando para ela apenas o espaço para divulgação,o popular “banner”.
Acontece que a manutenção e conservação seria feita pela empresa, ficando água e luz por conta da Administração,mas depois de implantado o trambolho a mesma resolveu que não iria arcar com a despesa,tudo isso para não contrariar membros de um templo evangélico que fica ao lado.
Com isso uma “Guerra Santa” foi instaurada no Guará I,de um lado o templo evangélico de outro os “Hereges” pecadores que não tendo onde descarregar seus pecados,descarregam no pé do “muro sagrado” causando mal estar nos fiéis.
Acontece que o tal templo divide o estacionamento com o pessoal de caminhões de mudanças que a muito tempo ocupa o espaço,mas com o crescimento desordenado do templo pois parece que tomou fermento e cresce a olhos vistos ,o pessoal da mudança está sendo banido do estacionamento,pois o pessoal da ala divina não gosta da turma.

ATÉ QUANDO ESSA POUCA VERGONHA VAI CONTINUAR ?


Apesar das inúmeras denúncias, o Setor de Inflamáveis, localizado no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), continua sendo alvo de invasão de terras públicas. A situação compromete a segurança devido ao bloqueio da única rota de fuga da região, em caso de um acidente. Mesmo assim, desde o final do ano passado, pelo menos quatro novas casas foram construídas no local. Agora, o governo promete uma grande ação de derrubada na área nos próximos dias.
Durante o dia, há poucas pessoas na invasão. A maior parte delas trabalha na construção de casas e diz estar apenas “prestando serviços para os proprietários”.
Jogo de empurra
A Administração Regional do SIA diz ter intermediado três derrubadas no local desde o início do novo governo, mas admite que, apesar disso, a invasão do Setor de Inflamáveis continua crescendo. “A demanda para uma nova derrubada já foi encaminhada à Secretaria de Segurança Pública e agora está sendo analisada por um comitê”, declarou a assessoria de imprensa.
Outra questão que dificultaria a ação dos órgãos competentes é a existência de documentos antigos, emitidos por gestões passadas da Administração do SIA, que autorizariam o funcionamento ou construção em lotes do Setor de Inflamáveis. A gestão atual, no entanto, afirma desconhecer esses documentos e ressalta que “até licenças para trailers, quiosques e similares estão suspensas desde 2008”.

QUE SEJA DA BOA


Lula chega no estabelecimento comercial e pede um chá:
-Por favor, traga um chá para eu beber que a ressaca chegou!
O atendente olha para Lula e questiona:
-Lula, chá é escrita com “x” ou com “ch”?
Atabalhoado Lula retrocede.
-Esqueça o chá! Mande uma cachaça para eu rebater a ressaca.
Zombeteiro o atendente continua.
-Cachaça é escrita com “x” ou “ch”?
Resmungando Lula apelou:
-Traga duas! Uma cachaça com “x” e outra cachaça com “ch”.

segunda-feira, 9 de novembro de 2015

A LISTA





Encontrei o Caixa Preta lá na praça da QE-30,ele já tinha conseguido deixar em polvorosa os bravos trabalhadores da empresa,”Dias & Dias Parados” que bebiam o néctar dos Deuses o popular “Domus”, que eles não conseguem domar de maneira nenhuma,e as quedas se sucedem, já tem alguns marcados por longos beijos dados no chão da praça.
O assunto do momento era cruel,a dama da foice com a lista na mão,que já tinha levado um e agora queria levar outro da extensa lista,isso estava deixando a “tchurma” meio cabreira com a possibilidade de ter o nome na lista e ter que viajar para o além sem tomar a “saideira”.
A muito custo consegui livrar o Caixa fomos conversar tomando um café,era muito cedo e provavelmente o “Porcão” ainda não tinha aberto,então nada de cerveja gelada, o negócio era encarar o pingado no “Micro Ondas”.
O velho Caixa então resolveu contar essa, que jura ser verdade absoluta:” A mulher dele,uma loira resolveu aprender a dirigir,pagou auto escola,mas depois de um ano de treinamento, o progresso não foi dos maiores.
Num dia desses ela chegou pra ele e pediu a chave do carro pois precisava ir até a padaria que fica lá na ponta da quadra,um arrepio passou pelo corpo pois ele ainda não a considerava pronta,apesar do Detran ter expedido a carteira,hesitou mas terminou entregando a chave para a mulher e ficou no quarto rezando.
O tempo passava e nada da mulher voltar,duas longas horas se passaram...o pior é que ela tinha levado a filha de cinco anos...tentou pensar em outra coisa.
Finalmente resolveu ir atrás das duas,a porta se abriu e a filha entra correndo,quase que o cabra morre com o susto:
- Papai ! Papai! Corre pra ajudar a mamãe que ela não está conseguindo sair da garagem!”
Não ri ! Mas quase explodi quando lembrei dessa história.

domingo, 8 de novembro de 2015

PORTABILIDADE




Depois da inauguração do novo point dos lisos e quebrados aqui no Guará,muita gente está abandonando o “Porcão” para curtir o “Mil e Uma Moscas”,o que diga-se de passagem o Caixa Preta acha uma grande sacanagem,ninguém abandona um boteco de responsa como o “Porcão”.
Parece que agora os adoradores da manguaça só querem saber desse novo ponto de encontro,mas o Caixa Preta disse que não abandona o velho “Porcão” nem se inventarem portabilidade para quiosques e botecos.
Portabilidade para esses estabelecimentos, consiste em ficar com as contas penduradas e atrasadas do pessoal do mel cruel,o que iria revolucionar o comércio de biritas na cidade.
Mas lá no “Mil e Uma Moscas” o que está atraindo a galera além da “pindura” , são as duas garçonetes,que apesar de bem conservadas parece que serviram a Santa Ceia.
São duas figuras pra lá de interessantes,uma baixinha entroncadinha parecendo um estivador aposentado,fala arrastada,cabelo pintado que ninguém consegue identificar a cor,que o pessoal logo batizou de Capitu, numa homenagem ao capeta, pois quando olham pra ela logo pensam: - Capeta é tú?
A outra magra,alta, parece um Louva Deus,com poucos dentes na boca,só vive rindo,o pessoal também já batizou:Olivia,uma homenagem a noiva do Popeye.
Com isso a galera pira!!!

sábado, 7 de novembro de 2015

SOMOS TROUXAS


Essa entrevista desse ladrão Eduardo Cunha, é um verdadeiro acinte á inteligência de qualquer cidadão de bem nesse país.
Confesso que me deu ânsia de vômito.Tive vergonha desse povo covarde e bovino que aceita essa corja nos achincalhar diariamente,sem nada fazer.

ESSE É DO GUARÁ

O moleque magrelo que dançava break pelas ruas de terra do Guará não imaginava que se tornaria, anos depois, um dos principais representantes da cultura negra do país. Na escola, Genival Oliveira Gonçalves tinha vergonha do nome e escondia o rosto quando a professora lia a chamada na sala de aula. Cresceu e virou GOG, artista respeitado nacionalmente e apontado como referência por figuras consagradas como o poeta Sérgio Vaz, Lenine e Maria Rita.

Três décadas depois, ele esparra o nome completo — sem recato e com orgulho — na capa do 10º disco da carreira. Aproveita e convida parceiros dessa caminhada para reforçar o trabalho. Ellen Oléria, Dhi Ribeiro e Zeca Baleiro emprestam a voz, Hamilton de Holanda dedilha o bandolim e ainda sobra espaço para nomes jovens da cena, como DJ A, Richelmy Oliveira, Victor Victrola e Wellyngton Abreu.

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

TÁ VIRANDO LEI




O Caixa Preta estava demorando,aposto que tinha coisa boa para me contar além das fofocas que fazem parte de todos os bate papos da cidade .Nos botecos é só o que rola,pois é por lá que conseguimos monitorar o que se passa na cidade e no “Porcão” não é diferente.
Ouço alguns palavrões,a voz não me era estranha,o velho Caixa acabara de chegar e para não perder a viagem já vinha com uma história engatilhada.
Sempre antenado com o que acontece aqui no Guará a irritação do Caixa Preta tinha uma razão,ele mais que depressa foi contando o que se passava.
Lá pelas bandas da QE-12 no Guará I tem uns gaiatos que além de invadirem área pública resolveram montar um lava jato na maior cara de pau,isso aqui no Guará está virando epidemia. Outro dia fizeram um grande churrasco de inauguração,comemorando também a falta de fiscalização.
A vizinhança está chiando horrores e os responsáveis pela fiscalização nem “tchongas”,tudo acontece,tudo pode.
O Caixa Preta está indignado com mais essa agressão à tranquilidade e a qualidade de vida de nosso Guará,onde muita gente acha que pode tudo ,parecendo terra de ninguém.
A grande verdade é que os moradores já não tem a quem reclamar tanta coisa errada , parece que fazer coisa fora da lei virou lei.
Até quando veremos isso ?

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

QUASE CHORO

Parece que não, mas já estamos no final do ano,muita gente se preparando para fazer aquelas promessas mentirosas de todos os anos.
Todo mundo cheio de bondade,beijando inimigos,desejando o melhor para todo mundo mesmo que seja da boca pra fora,é tanta doçura que chega a juntar formigas em volta do mentiroso.
Sentado lá na mesa do “Porcão” vendo as baratas passarem por cima da mesa,parece que tinha alguma festa por ali,as moscas faziam um recital de zumbidos e voos rasantes sobre o meu prato e o copo da cerva ,isso me mantinha de olhos abertos para não deixar nenhuma mergulhar no meu copo.
Sem querer olho na direção do Parque do Guará,meus olhos deixam escapar algumas lágrimas por ver aquela beleza toda sendo degradada pela cobiça de alguns que teimam em querer o fim do nosso pulmão verde.
Mas como somos fortes não vamos desanimar, deixando de lutar por nossa qualidade de vida , nem do legado que deixaremos aos nossos filhos, netos...e as gerações futuras de nossa cidade.
A chuva cai parecendo ler os meus pensamentos,a natureza parece chorar também pedindo socorro...implorando para que a população saia dessa inércia e venha lutar por essa beleza que é o nosso parque.

O Parque do Guará agoniza e pede socorro!