sexta-feira, 25 de março de 2016

LASCAS DE BACALHAU

Sempre com a habilidade de incorporar hábitos milenares aos rituais religiosos,a Santa Madre Igreja não ia passar batida nessa grande jogada que é a Páscoa.
Ninguém consegue explicar como o coelho virou símbolo sendo enfiado nessa “parada”,pois apesar de ser um dos animais mais tarado e prolífero de toda a fauna,até hoje ninguém tem uma explicação plausível para o fato.
Perguntarão os leitores:-”E os ovos”? Peraí...eu nunca conheci um coelho que botasse ovos,de chocolate muito menos.
Mas a grande verdade é que os festejos dão muita alegria aos pobres mortais,principalmente aos comerciantes,fabricantes de ovos,mas nada tem a ver com a bagunça formada, onde comemorações dos povos espalhados pelo mundo adaptadas ao nosso folclore virou uma “zona”,uma “zona” salutar,um vale tudo de fazer inveja à Babel.
Mas como estamos falando da ressurreição de Cristo,depois dessa mistura toda para frear um pouco o consumo excessivo de alimentos com o advento do Bolsa Família,incluíram aquele jejum básico com a proibição de comer carne vermelha,já que a maioria não consegue nem comer frango,muito menos peixe pelo preço proibitivo.
Mas os comerciantes antenados passaram a vender lascas de bacalhau,que ninguém sabe se é mesmo do dito cujo,o certo é que o povão passou a comer sardinhas.
Como aqui no “Patropi” tudo acaba em pizza ou churrasco,desejo a todos uma FELIZ PÁSCOA,não importando o que signifique para cada um.

Haja ovos!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário