sexta-feira, 29 de abril de 2016

OFICINAS E LAVA - JATOS




No Guará hoje me assusta e aos moradores a quantidade de lava jatos e oficinas de fundo de quintal,isso sem contar com os quiosques que ocupam todas as passagens de pedestres numa falta de senso pra ninguém botar defeito.
Vou aproveitar para citar como exemplo aquele monstrengo montado entre um supermercado e um posto de gasolina,logo ali na QE-02 no Guará I , já ouvi muitas reclamações inclusive de assaltos no tal beco,pois é muito escuro durante a noite.
No caso do lava jato a falta de fiscalização ou omissão deixou que um lava jato e um quiosque ocupassem um beco na maior cara de pau,ali na QE-26,onde os transeuntes tem que passar lá no final da quadra pois o beco tem total ocupação sem que sejam incomodados por qualquer autoridade responsável pela fiscalização,todos fazendo cara de paisagem e coniventes.
Oficinas de fundo de quintal então é uma festa,basta dar uma volta na QE-32 tem uma que cada dia aumenta mais,e na QE-34 onde o gaiato proprietário teve a infeliz ideia de colocar um elevador para carros na calçada,quem quiser que passe pelo meio da rua correndo o risco de atropelamento,sem contar com os carros estacionados e guardados nos finais de semana.
Será que são apadrinhados por alguém? Talvez façam isso por não ver nenhum movimento por parte da Administração ou órgãos encarregados para coibir os abusos,e na cara de pau aproveitam para transgredir sem que sejam importunados e cada dia que passa estão aumentando em ritmo crescente,dá gosto ver.
Passa lá e comprove.

segunda-feira, 25 de abril de 2016

REPAGINADA




Até que enfim depois de muita briga estão dando uma repaginada na praça da QE-32,começaram nessa semana,vamos aguardar a passagem do feriado para ver a continuidade dos trabalhos.
A Administração numa decisão acertada resolveu atender o anseio de lideranças e moradores,tornando a praça digna de ser ocupada por todos.
Apesar das grandes dificuldades por que passam todas as administrações do DF,o nosso esforçado Administrador está fazendo das tripas corações para atender a todos,só esperamos que com a interinidade que ocupará a partir de agora com o SIA,não descuide um pouco do Guará,pois os problemas aqui não são apenas poda de árvores e tapar buracos.
Temos com exemplo claro a praça da QE-28,onde um gaiato deixa uma estrutura armada ao lado da banca de jornal,lá ele tranquilamente todos os dias monta uma churrasqueira e faz uma concorrência desigual com o comércio ali estabelecido,além de ocupar irregularmente uma área pública.
Pois todos sabemos que o popular churrasco de gato faz a festa dos notívagos e baladeiros em geral aqui no Guará,mas é preciso que haja uma normatização para evitar conflitos,onde ninguém,muito menos os moradores e o comércio da cidade sejam prejudicados.É difícil ?

domingo, 24 de abril de 2016

NINGUÉM AGUENTA




Lá no Porcão encontrei o Caixa Preta que como sempre estava numa acalorada discussão com o carinhoso Galak,parecia votação na Câmara era palavrão e xingamento que não acabava mais,tudo por causa do preço do churrasquinho de gato.
Eu até entendo,afinal de contas os gatos estão arredios e as donas dos mesmos estão tendo cuidado de não deixar os bichanos zanzando por ali.
O Caixa Preta como sempre tinha uma história para contar,já começou sem esperar a gente sentar na mesa,jurando ser verdade.
Diz ele que estavam fazendo umas visitas políticas no interior do Goiás com dois amigos,um deles um político conhecido,na estrada já tarde da noite o carro deu o “prego”,tudo escuro,com fome e cansados,resolveram procurar um lugar onde passar a noite.
Encontraram uma casinha modesta,bateram na porta e foram atendidos por um senhor de idade,que resolveu dar guarida ao grupo.
-Só tem um problema,o espaço aqui na casa só dá pra dormir dois,o outro vai ter que se virar ali naquele galpão,onde tem uma vaquinha e um porco.
O Caixa logo se prontificou,sendo gentil com os outros. Daí a pouco bateram na porta era o Caixa dizendo que não dormir lá nem por todo dinheiro do mundo.
- Tudo bem,eu vou. Falou o segundo amigo e foi.
Logo ouviram bater na porta,era o cabra dizendo que o Caixa tinha razão,não dava pra dormir sossegado por lá.
Nisso o político cheio de onda falou: - Comigo não tem frescura,sou acostumado a sofrer com meus eleitores,só não gosto de blogueiro,ô raça...eu vou no sacrifício.
Minutos depois,novamente ouviram bater na porta,abriram e deram de cara com o porco e a vaca...
Ninguém aguenta!!

sábado, 23 de abril de 2016

LAZER DAQUI




A semana que passou não deixou saudades,a não ser a festa na praça da QE-30 proporcionada pela turma da Confraria do Guará, que com muito esforço proporcionaram horas de lazer para o nosso Guará,que não apareceu,não sabe o que perdeu,outras virão e com certeza o sucesso é certo.
Parece que o Guará ainda não se acostumou com os nossos eventos,bancados por esses incansáveis cidadãos que se doam para que tudo corra bem e não fiquem em nada a dever aos que acontecem em todo o DF,temos que prestigiar ,mostrar que damos valor ao que é nosso prestigiando essa galera que tanto se esforça, para dentro de suas limitações oferecer um lazer de qualidade à população.
No próximo domingo teremos o Rota-156,com as vias centrais do Guará II fechadas aos veículos e abertas apenas para que a população aproveite,curtindo um domingo com a família ,os amigos e visitantes que são bem vindos.
E o que é mais importante,tudo isso perto de casa e feito pelo pessoal da casa no caso algumas vezes pelo Coletivo-156,que tem feito belos eventos.
Mas independente disso,vamos aproveitar um espaço que nos é reservado por lei todos os últimos domingos do mês.
Vamos curtir os amigos,a tranquilidade e o mais importante de tudo,o nosso querido Guará.
Vem pra rua aproveitar! O Guará é seu!!

quinta-feira, 21 de abril de 2016

NADA A COMEMORAR



Brasília faz 56


anos,ainda é uma “coroa” enxuta mas não há muito o que comemorar,pelas minhas contas o nível de alegria para comemoração é próximo a zero.
Essa “Balzaquiana” ainda gostosa leva no corpo a marca do abandono deixada por governantes relapsos que nada fizeram para dar uma “guaribada”,com isso as marcas do descaso estão visíveis por todo o “corpitcho” da pobre coroa,são invasões,puxadinhos,quiosques,agressões ao plano urbanístico,descaso...apesar de tudo continua linda,um verdadeiro monumento.
Parodiando um inspirado compositor chego a cantarolar , “alguma coisa acontece com o nosso coração” quando contemplamos tanta beleza,chega a doer na alma esse pedaço de mau caminho fincado no Planalto Central.
Corrupção,descaso,insegurança,violência,educação zero,mobilidade caótica,saúde...ou a falta dela...putz!! Triste retrato de uma bela e rica cidade...Em vez de meus parabéns,com um nó na garganta,com todo o amor que sentimos...Meus sinceros pêsames,Brasília !

segunda-feira, 18 de abril de 2016

VIVA O CIRCO!!






Nunca tive tanta vergonha na minha vida vendo aquele espetáculo deprimente sendo transmitido pela Tv, senti que o meu país não passa de uma reles republiqueta,igual ou pior que tantas outras que existem.
Pelo linguajar e a postura ridícula de todos os nossos ditos “representantes” que foram a tônica de todo o espetáculo deprimente,onde a seriedade sequer foi convidada para participar,pois o ato assim exigia.
A falta de vergonha e decoro da grande maioria dos participantes,mostrou para todos a falta de escrúpulos com que assuntos ditos sérios são tratados por aquele circo,onde o povo na sua cegueira e ignorância natural não percebe ou não quer perceber.
Um grande carnaval foi ensaiado ao final do espetáculo circense encenado por aqueles que participaram,afinal nos orgulhamos de ser o país do samba,futebol e carnaval,trabalho e seriedade ficam longe do nosso lema, infelizmente esse Congresso tem a nossa cara.
Com certeza agora vamos “sambar”,enquanto eles comemoram mais uma rasteira dada em toda na nação e felizes vão continuar a aprontar,pois o povo é muito fácil de ser enganado.

O atual Congresso é o que existe de mais execrável do ponto de vista moral,onde respeito e seriedade é o que menos importa. 

domingo, 17 de abril de 2016

SORRISO AMIGO




Lá no “Porcão” eu e meu amigo Caixa Preta sentados tomando aquela deliciosa cerveja,que apesar de desconfiar que é falsificada a gente toma todas.
Estava doido para ouvir as histórias que o velho Caixa tinha para contar,já não estou aguentando mais esse papo de impeachment que volta e meia você escuta em toda roda de conversa ou mesa de boteco.
Aqui no Guará não é diferente,tudo parece girar em torno disso,então nada melhor do que curtir as histórias do Caixa que com sempre tem uma na ponta da língua para contar,a gente se diverte ouvindo aquelas “mentiras” que ele jura ser verdade e ai de quem duvidar.
Conversa vai, conversa vem resolveu contar uma do cara que era tarado por enterros,não perdia um.
Era só convidar,não precisava nem ser conhecido,lá ia ele consolar a viúva e pegar na alça do caixão,de vez em quando até chorava para dizer que era um grande amigo do falecido.
O cidadão em questão usava uma dentadura,daquelas que o cabra fica parecendo um coelho,com os dentes fora da boca.
Um dia foi ao enterro de um chegado e naquela afobação em pegar na alça do caixão,a dentadura caiu dentro da cova quando o caixão estava sendo baixado,foi um “vexa” legal,mas o cara de pau para não perder a vez falou:”Vai em paz amigo e leva contigo meu último sorriso”.
Fiquei imaginando a cena.

sábado, 16 de abril de 2016

VALE TUDO

No Guará parece que o forte é não obedecer leis,afinal de contas muitas já não valem nada por aqui,parece até que somos um estado à parte temos as nossas próprias leis,basta dar uma olhada no plano urbanístico da cidade e verão que as leis de ocupação de uso do solo pouco ou nada se aplica por aqui.
O que mais me intriga em tudo isso,são a proliferação de puxadinhos,gambiarras e quiosques que não me deixam mentir,mas atentem para os bloquinhos que surgem do nada nas quadras residenciais onde não é permitido tais edificações.
Mas parece que algum apadrinhado recebeu algumas dezenas de licenças que já deveriam ter sido cassadas ou revistas,basta dar uma volta na cidade que encontramos dezenas deles já construídos e alguns sendo construídos na encolha.
Muita gente querendo saber qual o santo protetor que dá cobertura pra essa “tchurma”,pois a construção de tais edifícios nas entradas de quadras,além de não serem permitidas,estão gerando uma série de aborrecimentos aos moradores das quadras e a principal delas é a falta de estacionamentos,criando um sério problema de mobilidade para a população que sofre com mais esse descaso.
Até quando???



quinta-feira, 14 de abril de 2016

ESTOU CANSANDO

Essa história de “IMPEACHMENT” já está fedendo, principalmente depois que alguns menos esclarecidos estão propondo a volta dos militares,que algum idiota teima em defender pelas redes sociais e muitos estão aderindo por aqui,aí é que mora o perigo.
Todo mundo reclamando da falta de empregos,inflação,baixos salários,saúde ruim,educação idem,segurança nem se fala, um completo colapso.
Eu particularmente não morro de amores pelo governo,acho essa senhora incompetente,dominada por essa turma que apenas quer o poder pelo poder,pois a ideologia de mudanças existe apenas na cabeça e sonhos de alguns visionários partidários.
Vejo o povo revoltado e com razão,pois apresentaram um sonho de dias melhores que rapidamente foi tragado pela ganância de alguns,apresentando depois a conta do grande pesadelo que estamos agora iniciando.
Tivemos uma eleição geral a pouco tempo,tivemos a grande oportunidade de mudar,inclusive aqui no DF.
O que fizemos foi eleger um Congresso totalmente venal e contaminado com os vícios de muito tempo atrás,basta ver as opções que temos de mudanças,velhos escroques que a muito tomam conta do país e a nossa cegueira ou burrice não nos permite ver.
O país está parado e a tendência parece ser pior,tirar um governo,mesmo inoperante, para cair talvez num abismo onde tenhamos que amargar por muito tempo.Apenas para colocar essa turma que quer o poder,sem um projeto,pensando apenas na sobrevivência ou impunidade de cada um,apenas para se livrarem de processos ou esconderem os roubos ainda não investigados.
Portanto é bom esse pessoal que acha que tudo é farra e motivo para bagunçar, o correto seria fazer uma análise fria,ver se é isso que realmente queremos.
O que querem é apenas o apoio de vocês, para quando algo não sair como pensam jogar a culpa em nós que provocamos a situação.

Aí,talvez seja tarde demais.


 

terça-feira, 12 de abril de 2016

O CASO ESTRANHO TÁ EXPLICADO,DO JEITO QUE ESCREVI

De acordo com o delegado Paulo Henrique e Almeida, diretor de Comunicação da Polícia Civil, o homem carregava R$ 13 mil e explicou que se tratava de uma rescisão trabalhista que recebera. Segundo o delegado, Santos, além de explicar o dinheiro que levava consigo, negou fazer parte do MST e foi liberado, por não haver nada que o incriminasse. “Não havia fato ilícito, não é crime portar dinheiro. Portanto, liberamos em seguida”.
Em nota, o MST reiterou que Santos não faz parte do movimento. “O senhor José Carlos, que não integra o MST nem em sua base militante, nem em suas instâncias diretivas, prestou seus esclarecimentos, declarou a origem do dinheiro e foi liberado. Segundo informações prestadas pelos policiais da 5° DP de Brasília ao MST, o senhor Santos afirmou não ser integrante de nenhum partido, ou movimento algum, tendo ido à manifestação por ato individual, que também é legítimo”.

SERÁ?

Depois que vi a prisão do suposto integrante do MST com aquela mochila cheia de “grana” fiquei a matutar,confesso que achei muito estranho.
Como sempre eu tento analisar por outro ângulo ou visão diferente do que me é colocado,parece uma coisa muito ensaiada,pode até ser o que realmente apontam os fatos,mas tem alguma coisa que não cola.
Na atual conjuntura tudo é possível,inclusive tudo não passar de uma grande armação para colocar mais lenha na fogueira.
Tudo muito fácil e tranquilo,mas tem alguma coisa que não cola nessa história,a começar pela quantia encontrada com o tal sujeito,números desencontrados,que foram de 3mil a 55 mil.
Como chegaram ao suposto “caixa” ambulante do MST? O dinheiro é falso?Se verdadeiro,basta dar uma rastreada por aí que o dono aparece .Se ele for o dono da grana,qual o crime que ele cometeu?Ele não é obrigado a esconder no colchão.
Existe alguma suspeição sobre roubo ou algum assalto?
Tem alguma coisa errada nessa história ou estou delirando com alguma conspiração nesse caso,que me parece caiu do céu no noticiário local.

Espero estar errado.


sábado, 9 de abril de 2016

ABRIGO DE VAGABUNDOS

Se contar ninguém acredita, mas é a mais pura verdade,depois que diversos PSC-Postos de Segurança Comunitários foram incendiados,encontramos outro sério candidato ao mesmo destino.
Trata-se do posto lá da QI-20 no Guará I bem em frente a QI-07,hoje transformado em hotel de luxo para vagabundos e desocupados,o que se vê é muita sujeira consumindo o bem público totalmente abandonado,colocando inclusive a saúde dos moradores das casas próximas em risco de contrair doenças.
Parece que se depender da Secretaria de Segurança aquilo fica por lá “ad eternum”,pois não se vê muita vontade para a remoção do trambolho,que acaba com a paisagem da praça em volta.
Está na hora ou passando da hora para que as autoridades responsáveis tomem uma providência,pois da forma que está não pode ficar.
Os moradores reclamam do tal posto abandonado,ninguém aguenta mais a visão de desleixo de um bem público,sendo deteriorado pela ação de vândalos e as intempéries do tempo.
Esperamos portanto uma ação qualquer das autoridades,do jeito que está a tendência é piorar.

Pobre Guará!


sexta-feira, 8 de abril de 2016

S.O.S PARQUES

O Guará sempre me surpreende com alguma coisa,o que já se tornou rotina,agora vejo uma declaração de amor pelo “Parque Denner” ,acho até salutar tal atitude,mas devemos nos lembrar que no Guará existem parques além desse que precisam ser preservados,para que a nossa qualidade de vida também seja.
Não podemos esquecer do “Parque JK” ou “Parque dos Eucaliptos” localizado ali na QE-42 que passa por uma degradação constante por falta de cuidados, o retrato do abandono é visível,até uma nascente que tinha por lá parece que foi desviada através de uma canalização clandestina,o que caracteriza crime ambiental .
Mas o parque fica localizado longe das ações da Administração que lá construiu um salão de inutilidades(parece estar desativado) e os órgãos encarregados da tarefa continuam com cara de paisagem, só agindo quando há possibilidade de ser entrevistado ou fotografado pela imprensa.
Estranho de tudo isso que temos um dos maiores parques incluídos no plano de preservação tão alardeado por todos os governos que por aqui passaram e continuando com o descaso no atual,que parece estar preparando mais uma rasteira nos defensores e do “Parque Ezequias Heringer” ou “Parque do Guará” como é conhecido pela maioria da população e que até hoje espera pela implantação definitiva do parque.

Cerca de quase um ano tem um projeto do executivo na Câmara que prevê a criação da poligonal definitiva do parque para ser votado e continua engavetado,talvez aguardando as orientações dos especuladores ou grileiros,pois o terreno está numa área supervalorizada,mas quando o assunto é dinheiro o povo é apenas um mero detalhe.


quinta-feira, 7 de abril de 2016

O BURRINHO

Enquanto tomávamos nossa cerveja estupidamente gelada lá no Porcão,observando as moscas sobrevoarem a mesa dando rasantes de fazer inveja aos aviões da FAB nas comemorações de 7 de Setembro.
Algumas mais afoitas já faziam pouso direto no tira gosto,o cachorro do Galak me olhava mostrando os dentes,talvez sorrindo amistosamente ou com vontade de morder minha perna que recolhi imediatamente pra prevenir o pior.
Perguntei ao Caixa Preta se tinha algum caso para contar,estava doido para ouvir algo engraçado daqueles que só o velho Caixa consegue contar.
Acho que para sacanear com o “Portuga” nosso amigo ele resolveu contar uma da infância do gajo.
Dizem que a família quando chegou ao Guará,compraram um carro para os deslocamentos para o trabalho,que por coincidência era na quadra ao lado,mas a portuguesada não gostava muito de botar o pé no barro,que cobria as ruas antigamente.
Com o uso constante do veículo o desgaste era natural,precisava urgentemente de uma revisão, o papai portuga resolveu levar o carro numa oficina de um mecânico famoso na época,pois era o único que tinha na cidade.
Depois de uma minuciosa revisão o velho mecânico deu o diagnóstico:-Está tudo em ordem,só os freios que não estão muito bons,vou precisar sangrar o “burrinho”.
O tempo fechou,seu portuga colocou pequeno “burrinho”,digo, portuga filho para trás e muito bravo respondeu:-Se tocares no pequeno eu não respondo por mim!

Arrebita,arrebita!!!


segunda-feira, 4 de abril de 2016

DESCASO

Estava sem nada pra fazer resolvi dar uma volta lá pelo “Mil e Uma Moscas”,o novo point dos quebrados e endividados,sem contar com o restante da fauna eclética que hoje frequenta o reduto.
Dá gosto ver tanto desocupado e mentiroso juntos,ficar ouvindo as lorotas daquela “tchurma” não tem preço,é cada uma que você não acredita,tem que ver e ouvir.
De repente chega o Caixa Preta,parecia que um furacão tinha chegado ao Mil e Uma Moscas,cheio de novidades o cabra estava com a corda toda.
Fiquei sabendo que ele tinha participado do Lava Pés lá da paróquia provocando um verdadeiro alvoroço,pois o cabra tem tanto chulé que o padre caiu desmaiado com a catinga dos pés do cristão,quase excomungado mas salvo pela compaixão do pároco local.
O cabra estava revoltado com a permanência daquele lixão entre a linha do metrô e QE-22 ali no Guará I,um depósito de doenças em potencial ,um verdadeiro festival de descaso que continua assolando o nosso Guará,tudo está uma maravilha.
Todo mundo fazendo cara de paisagem, parece que não é por aqui aquela falta de senso e desleixo,quando se fala tanto em combate a epidemias que corroem os nossos recursos,pois tentar curar é mais caro que a prevenção,pelo menos isso devia ser levado em consideração.
Só está faltando aquela fotografia ao lado daquela aberração,mostrando os dentes e levantando o dedinho,sinal que tudo está favorável e tranquilo na maior cara de pau.

Tenham dó!!!


sábado, 2 de abril de 2016

BURACOS SORTEADOS

Falar de algo errado ou desperdício de dinheiro público já se tornou lugar comum e até meio repetitivo,mas parece que por aqui é comum dada a frequência com que ocorre.
Basta dar uma volta ali no comércio da QE-17 para constatar o que escrevo agora e estou passando para a população,que muitas vezes não sabe como o seu suado imposto é gasto e devidamente desperdiçado por esse pessoal sem noção,que teima em fazer essas lambanças,onde o desperdício parece fazer parte dos contratos de serviços prestados ao Estado.
Pois bem, depois do sorteio para ver quais buracos seriam tapados,acredito que deve ter sido isso,pois o resto da quadra continua tão esburacada quanto antes,tem buracos ao lado de outros que foram tapados.
Talvez por não serem sorteados foram devidamente evitados pela equipe que fez o “serviço”,como sempre nas coxas para não fugir ao padrão de desperdício de dinheiro público,afinal a viúva tem tetas generosas.
Os buracos que dizem terem sido tapados,jogaram o asfalto no buraco sem qualquer tipo de acabamento,para que os carros ao passarem o fizessem,levando parte do asfalto e deixando o buraco para justificar talvez outra recapagem.

Uma imoralidade que merece o repúdio de qualquer cidadão decente.


 

sexta-feira, 1 de abril de 2016

CAUBÓI FORA DA LEI

Nunca vi ninguém tão revoltado como o Caixa Preta quando falava de filmes,gosto muito de filmes de vampiros,o velho Caixa adora um filme de caubói,bem no velho estilo, onde o mocinho matava mais bandidos do que o Rambo,além de pegar todas as mocinhas disponíveis na região com aquela cara de mau,apoiado em um belo par de revolveres a tiracolo.
Diz ele que já viu um filme de vampiro e não gostou do que viu,achou os vampiros muito afeminados,que deviam passar protetor solar na bunda,”bando de vampiros boiolas” gritava bem alto chamando atenção até dos bebuns que cochilavam nas mesas.
Notei que estava com um pacote nas mãos,logo me mostrou dizendo que iria assistir um filme de caubói violento,caubói macho,com muito tiro e sangue jorrando o tempo inteiro,confesso que fiquei curioso querendo saber o nome do tal filme.
Quase não contive o riso quando o cabra me mostrou a capa do filme violento que iria ver,comendo torresmo e cachaça, pois segundo ele macho não come pipoca pra ver filme.
O filme que o cabra ia assistir:”O Segredo de Brokebreak Mountain”,fiquei calado imaginando o susto que ele ia levar.