sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

ECOS DO PASSADO

Lá no Porcão o clima era de festa, afinal o Natal se aproximava e o Galak fica todo bonzinho tentando ganhar do pessoal algum trocado naquela caixinha de natal que ele colocou na entrada do estabelecimento, mais ou menos do tamanho de uma caixa de maçã, o cabra se acha merecedor.


Não sabe ele que o Caixa Preta anda atrás de uns três escorpiões amarelos para sacanear com ele, colocando os bichos dentro da caixa, estou tentando fazer o maluco desistir da ideia.
Enquanto isso resolvi ouvir alguma estória maluca que o velho Caixa sempre conta quando está inspirado, pelo jeito vinha coisa boa por ai.
Contava ele que resolveu se inscrever para um emprego temporário, agora nesse período numa loja de colchão de um conhecido.
Quase morro de rir com o que o maluco arrumou para apresentar na hora da entrevista para o tal emprego, um arraso:
Primeiro você olha o tamanho...Depois a grossura...Gostando, você põe a mão para sentir a textura.
Aí você cria coragem para sentar e sentir o movimento suave, subindo e descendo,um arrepio passa pelo seu corpo diante de tanta suavidade...Que gostoso…
Não é tão difícil assim escolher o colchão ideal” !
Foi reprovado na hora, o futuro patrão não tinha muito bom humor, achou que era sacanagem demais, o pobre Caixa ficou sem o emprego.

Fiquei calado, apenas pensei: Sacanagem!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário