sábado, 18 de março de 2017

É PROIBIDO PROIBIR

Esse país realmente não tem memória, a bem pouco tempo lutávamos contra a censura que burramente foi instalada por aqui, muitos foram presos, perseguidos, alguns foram mortos apenas por defenderem o direito de se expressar livremente.
Tempos esses que já deveriam ter sido banidos, mas parece que anistiados voltam trazendo no bojo toda a estupidez e burrice de uma censura ao direito de informação, que nos é assegurado pela constituição.
A Associação dos Blogueiros de Política do Distrito Federal e Entorno (ABBP) repudia a censura sofrida pelo jornalista Kleber Karpov do Portal de Notícias Política Distrital. Karpov, além de jornalista, blogueiro e vice-presidente da ABBP é um especialista em saúde pública no Distrito Federal.
Uma Decisão Judicial da 2ª Vara Cível de Brasília retirou do blog do jornalista, dezenas de matérias relativas a um servidor público comissionado.O silêncio jurídico ao qual o Portal foi submetido viola o direito constitucional a informação do qual toda sociedade tem direito.
Aproveitando tão lamentável episódio e esperando que não se torne comum essa prática odiosa, resolvi colocar alguns versos de uma música do Caetano Veloso que foi censurada :
É PROIBIDO PROIBIR

A mãe da virgem diz que não.
E o anúncio da televisão.
E estava escrito no portão.
E o maestro ergueu o dedo.
E além da porta há o porteiro, sim.
Eu digo não.
Eu digo não ao não.
Eu digo.
É proibido proibir.
É proibido proibir.
É proibido proibir.
É proibido proibir.

Me dê um beijo, meu amor
Eles estão nos esperando
Os automóveis ardem em chamas
Derrubar as prateleiras
As estátuas, as estantes
As vidraças, louças, livros, sim
Eu digo sim

Nenhum comentário:

Postar um comentário