sexta-feira, 14 de abril de 2017

SUBVERSÕES

Cheguei a conclusão que Jesus era um tremendo subversivo. O cara nasceu na periferia, lá onde Judas perdeu as botas, não tinha nem onde nascer, foi nascer num estábulo, apesar de não fazer parte do habitat.
O cabra era meio carga torta, passou a vida metido em confusões por questões sociais, o bicho era bruto quando se tratava de defender as minorias.


Passou a vida defendendo puta, ladrão, assassino, doentes, e o pior de todos, o pobre, esse ser que é execrado desde a criação do mundo.
Não satisfeito, quando adulto, juntou uma galera e saiu pelo mundo pregando igualdade entre todos os homens. Era um visionário maluco, começou a perturbar a elite, com isso, conquistou uma legião de desafetos, principalmente entre a classe média que sempre teve verdadeiro pavor de perder alguns privilégios, a elite então nem se fala.
Esse subversivo precisava ser parado de alguma forma, pois a igualdade entre os homens, pregada por ele e seus amigos, nunca foi muito bem-vista pelo Império e puxas sacos em geral, isso não podia continuar.
Resultado? Foi preso, mas qual seria o crime imputado ao maluco? A classe média sugeriu, de cara, a pena de morte.
Pôncio Pilatos, aquele de vida escusa, que além de tudo era covarde, resolveu lavar as mãos e devolveu o B.O para Herodes (outro covarde), que assombrado com a turba ignara, devolveu o abacaxi para Pôncio Pilatos.
Pilatos querendo ser bonzinho deixou a galera decidir, foi o que todos esperavam. Claro, idiotas não começaram a existir apenas nesse século, linchadores de plantão sempre existiram e naquele tempo não era muito diferente de hoje.
Decidiram então que o cabra seria exemplado, pagando com vida o crime de ter nascido pobre, ser muito engajado em questões sociais, ser da periferia e pregar uma igualdade que jamais seria alcançada.
Foi então executado pelo Estado, que nunca aceitou muito bem qualquer tipo de contestação, sempre com medo de perder as benesses.
Executado como bandido, subversivo, como de fato era, não tinha como negar. Estava entre bandidos que diziam ser um bom e outro mau, como se bandidagem tivesse gradação.

Então, Jesus, se você estiver lendo isso no meu Blog, pensando em voltar, te liga, fica esperto, pois essa gente dita de bem, vai te matar de novo e sem o menor remorso enquanto come bacalhau, toma vinho e distribui ovo de Páscoa. E o pior de tudo, reza esfolando os joelhos no chão das igrejas.

Um comentário:

  1. Ele deixou uma pergunta que ainda ecoa: "Quando eu voltar encontrei fé na face da terra?" ... Ele já desconfiava que ainda continuamos todos fariseus!

    ResponderExcluir