sexta-feira, 28 de julho de 2017

CUIDADO: RECESSO

Brasília mergulhada em uma grande crise na segurança, onde ninguém se entende a respeito dos números apresentados pela Secretaria de Segurança do DF, mas parece que entramos num período de calmaria, pois com o início do recesso parlamentar, até o ar ficou mais respirável.


Tudo indica que sem a presença da grande maioria de deputados e senadores, a taxa de criminalidade tende a cair e muito, podendo cair muito mais se for confirmada a retração de pequenos e médios furtos em cima das emendas parlamentares.
Segundo as vítimas a polícia já tem pista segura de quem são e onde fingem que trabalham, pois esse pessoal de terno e gravata são verdadeiros profissionais. Com isso, outras capitais do país, num total de 27 para ser mais exato, terão que enfrentar uma onda de crimes com a chegada da turma da gravata e do colarinho em suas capitais de origem, depois que tiram a gravata é um Deus nos acuda.
Um parlamentar que não quis se identificar disse que no recesso como não pode superfaturar emendas, prefere se juntar aos colegas e fazer arrastões para não perder a forma.

O Brasil aguarda ansioso o fim do recesso parlamentar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário